5 coisas que um sistema de gestão não faz por si

Todos os sistemas de gestão pessoal e produtividade nascem da necessidade de melhoria e da ambição de atingirmos o nosso potencial máximo. No entanto, existem algumas coisas que não podem ser melhoradas ou modificadas por eles:

  1. Auto-disciplina: existe uma diferença entre ser organizado e disciplinado. Podemos ter o melhor sistema de gestão pessoal mas isso não faz qualquer diferença no momento em que temos de escolher fazer o que o sistema nos indica ou ter em conta todas as opções que pedem a nossa atenção num dado momento.
  2. Desordem de Défice de Atenção: uma doença dos tempos modernos, em qualquer sistema de gestão manifesta-se pela impossibilidade de realizar uma tarefa no tempo disponibilizado e, normalmente, a sua execução arrasta-se porque houve a interferência de distracções.
  3. Vícios: incluem-se aqui todas as actividades que nos dão prazer, drenam o nosso tempo e às quais não conseguimos resistir – como, por exemplo, jogos, redes sociais, navegar na Internet sem um propósito definido, etc.
  4. Exceder a capacidade produtiva: que, normalmente, se verifica quando trabalhamos em excesso e não temos capacidade de lidar com todas as solicitações que vão surgindo. A única forma de impedir que isto aconteça é restringir e filtrar os inputs que vão dando entrada no sistema: definir prioridades correctamente, aprender a dizer que não, socializar menos e entrar em “dieta” de informação.
  5. Atribuir prioridades: apenas depende de nós definir correctamente a ordem e prioridade das nossas tarefas, assim como que objectivos pretendemos atingir e quais os sacrifícios a fazer para os concretizar. Definir prioridades é, para muitas pessoas, algo que se torna extremamente complicado, pois não têm uma noção clara da diferença entre urgência e importância.

Reconhecer estes, ou outros, aspectos que possam interferir no nosso desempenho, é apenas o primeiro de muitos passos para melhorar a nossa produtividade, podendo também ser necessário rever o próprio sistema de gestão, adaptando e simplificando (ou até escolhendo outro!) se o tempo necessário à sua manutenção for superior ao que despendemos para realizar uma tarefa.

ARTIGOS RELACIONADOS:

{Dúvidas? Sugestões? Fiquem à vontade para se fazerem ouvir nos comentários!}

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s